Loading...
DEPOIMENTOS2019-03-13T13:33:57-03:00

DEPOIMENTOS

“Ele era muito rebelde só vivia na rua, depois que ele conheceu o Instituto e as aulas de violino ele melhorou bastante…”

Eliane Alves Santana mãe de Davidson Alves de Souza

“Nós somos uma instituição alegre, pois onde tem crianças tem alegria, é esse sonho que nos move, sonho de transformação.”

Miriam Vargas, Voluntária

Esse instituto é de grande importância. Eu espero que as pessoas que não o conhecem, que ainda não vieram aqui, venham conhecer.

Maria Borges dos Santos, Liderança Comunitária

Esse instituto é de grande importância. Eu espero que as pessoas que não o conhecem, que ainda não vieram aqui, venham conhecer.

Maria Borges dos Santos, Liderança Comunitária

“A Educação é fundamental para o desenvolvimento humano. Os resultados medidos e mostrados demonstram que as crianças tem melhorado seu comportamento na escola com reflexo em casa e na comunidade. Para a ArcelorMittal é investimento com retorno garantido.”

Paulo Henrique Marques Especialista de Responsabilidade Social – ArcelorMittal

“Deus tem sido excessivamente generoso comigo; na vida tenho recebido muito mais do que aquilo que acho merecer. É hora, pois, de retribuir.”

José Osvaldo Bergi - Fundador do Instituto João XXIII

Trabalhar com crianças, adolescentes e famílias no Instituto João XXIII é muito gratificante pra mim! Meus dias são marcados por muitos desafios, a realidade das famílias geralmente é complexa e isso impacta diretamente no dia-a-dia dos nossos educandos, mas minha satisfação profissional é ver que o investimento no processo educativo tem resultado em transformação social de fato! Enquanto assistente social percebo que os pais e responsáveis nos veem como um espaço de convivência, um espaço acolhedor, um lugar onde as crianças querem estar e sei que somos vistos assim porque aqui existe diálogo, gentileza, empatia e respeito nas nossas intervenções. Hoje minha motivação é ver as potencialidades dos educandos se revelando e a partir dos seus interesses saber que podemos impulsionar a construção de projetos de vida pautados no protagonismo e no exercício dos direitos.

Mônica Bolzan - Assistente Social